Várias pessoas estão envolvidas em todas as fases da jornada educacional: a escola, seus professores, coordenadores, diretores e funcionários, os responsáveis e, claro, os alunos. Muito se fala sobre como criar um processo de comunicação que abrace todos esses atores, principalmente os responsáveis, que estão no centro das decisões e como isso ajuda a aumentar a captação de alunos.

Por responsáveis entendemos todo adulto que participa ativamente da rotina escolar dos alunos, sejam os pais, avós, tios, etc. Mas a realidade é que, em grande parte das vezes, esse responsável é uma mãe.

Recentemente, o Google, na sua plataforma de notícias sobre tendências de consumo “Think with Google”,  apresentou a pesquisa “Como conversar com as mães brasileiras?”. Segundo a pesquisa, em 2017, no Brasil, existiam 67 milhões de mães, cerca de 33% da população brasileira. Além de muitas, essas mulheres são as grandes responsáveis pelas decisões de consumo das famílias brasileiras.

Por que se comunicar com mães para aumentar a captação de alunos?

Além de grandes decisoras, as mães brasileiras são protagonistas na criação e cuidado dos filhos e estão mais conectadas do que nunca, já que 75% delas estão buscando informações na internet sobre experiências reais que envolvam o universo maternal.

Quando o assunto é o desenvolvimento dos filhos, as principais preocupações dessas mães são saúde e educação. Sendo educação a temática de 40% dos motivos que “tiram o sono” das mães brasileiras.

Leia também: Entenda a importância do acompanhamento escolar no sucesso dos alunos

É na internet que as mães encontram uma grande rede de apoio para buscar informações sobre educação. O YouTube figura como a principal rede, com mais de 10 milhões de mães acessando diariamente. Buscas como “Como falar sobre uso de álcool com seus filhos”, “Como ensinar os números de forma lúdica” e “Como lidar com a adolescência”  crescem a cada dia na plataforma de vídeos.

Quando as maiores decisoras do ambiente familiar estão em busca de conteúdos informativos para acompanhar os processos de aprendizagem das crianças pelas quais são responsáveis, uma boa estratégia de captação é tornar a escola uma grande provedora de conhecimento, construindo relações de parceria e sendo uma facilitadora, sempre com o objetivo de tornar mais fácil a vida dessas mães. Porém, é importante que essa aproximação fuja dos estereótipos românticos de maternidade, adaptando-se aos mais diferentes modelos.  

Quer saber como se comunicar melhor com responsáveis? Baixe o ebook “Comunicação que engaja”!

A seguir, daremos algumas dicas de como criar e disponibilizar conteúdos para mães e tornar a escola mais relevante em todos os momentos da maternidade.

Dicas de como criar conteúdos para mães

  • É importante que a escola não esteja apenas ao lado das mães com alunos já matriculados, a causa de tornar a maternidade mais fácil deve ser uma bandeira da instituição e ser abraçada por todos.
  • A escola pode começar com artigos simples, escritos e publicados no blog ou nas redes sociais da escola. Entre as temáticas, é importante abordar além da vida escolar, trazer tutoriais simples sobre perguntas frequentes feitas por mães e envolver os profissionais da própria escola para que os assuntos sejam mais interdisciplinares.
  • Depois da produção mais básica, caso a escola tenha acesso recursos audiovisuais é possível trabalhar um conteúdo mais profissional. Dessa forma, a escola poderá gravar e publicar vídeos tutoriais, pequenos programas de tira dúvidas de mães, depoimentos e vivências sobre maternidade. Esses vídeos podem ser adicionados às redes sociais e site da escola e, também, ser disponibilizado no YouTube.

Toda essa produção de conteúdo vai fazer com que o blog ou redes sociais da escola apareçam nos resultados das pesquisas feitas pelos responsáveis quando estiverem buscando a resolução para algum problema ou pergunta específica, tornando sua escola mais conhecida e sendo uma importante ferramenta para captar novos alunos e responsáveis.

Comunicação nos tempos de internet

Além da criação de conteúdo específico para as mães e responsáveis, a comunicação instantânea é cada vez mais cobrada para resolução rápida de problemas.  

Apesar de alguns redes sociais suprirem a necessidade de comunicação, é importante que a escola tenha também um canal de comunicação específico para que todos os atores envolvidos na rotina escolar tenham informações em tempo real, de forma fácil e prática.   

A Agenda Edu, aplicativo de agenda digital mais utilizado no Brasil, surge como um facilitador para os processos de comunicação da escola, usando a tecnologia como meio para potencializar a participação e interação dos responsáveis e alunos independente de onde estejam, pois em poucos cliques é possível enviar todas as informações necessárias do dia a dia escolar, como atividades, fotos e resumo diário.

Além do envio de comunicação, a escola consegue, com o painel de adesão e engajamento, saber se a comunicação está sendo efetiva, podendo realizar a gestão de usuários com baixo engajamento, que não estejam interagindo com a agenda, lendo mensagens ou assinando digitalmente a agenda.

Confira o case do Colégio Criarte em SP que aumento o engajamento com alunos e responsáveis usando a Agenda Edu.

Em escolas que utilizam a Agenda Edu, o processo de comunicação com as mães fica ainda mais fácil e rápido pois é possível utilizar a agenda digital para enviar comunicados e materiais pertinentes e mantendo um canal de diálogo franco e aberto com essas responsáveis.

Fonte: Think with Google

Livia Fontenele é Marketing na Agenda Edu, a agenda digital da educação que é amiga de mais de mil escolas e aproxima responsáveis da rotina escolar. 

Compartilhe

Acompanhe a Tuneduc nas redes

Leia mais no blog
  • Enviaremos um email para agendarmos o horário mais conveniente para você