Falta pouco tempo para o Enem, mas separamos algumas dicas de como você pode ajudar na preparação dos alunos na reta final.

Assim como em 2017, este ano, o Enem será realizado em dois domingos consecutivos (4 e 11 de novembro). A seis dias da data da primeira aplicação, é normal que os alunos estejam sentindo aquele friozinho na barriga e aquela sensação de que ainda há muito para estudar.

Pensando em você, professor ou coordenador que quer dar uma força pra turma na reta final, separamos algumas dicas de como ajudar seu aluno que realizará o Enem no domingo.

 

Aulas especiais com foco no Enem

Claro que não existem milagres e é impossível resumir os três anos do Ensino Médio em uma ou outra aula. Assim, nós, que somos especialistas em Enem e em dados, temos duas sugestões pra te ajudar na escolha dos temas para aulas de revisão.

A primeira delas é escolher para cada disciplina aquele objeto do conhecimento que frequentemente tem aparecido na prova. Em Ciências da Natureza, por exemplo, os “impactos ambientais de intervenções humanas” foram abordados diretamente em quatro questões em 2016 e em três em 2017.

A segunda estratégia é focar naquele tema que tem maior impacto na nota dos alunos que realizam o Enem. Por exemplo, na prova de Matemática do ano passado, as questões abordando “razões e proporções” foram aquelas de maior impacto nas notas.

Como sabemos, a TRI faz com que as questões “valham” diferentes pontuações no exame. No Módulo Enem, fazemos uma análise detalhada dos microdados das edições de 2009 a 2017 e atribuímos o Peso Histórico de cada habilidade ou objeto do conhecimento, ou seja, o quanto historicamente cada tema tem pesado na nota final dos alunos.

Prioridades - Módulo Enem

Não entende a TRI? Aqui explicamos tudo que você precisa saber!

Estratégia de prova para o Enem

Já é batido falar que o Enem é uma prova de resistência. Assim, como em qualquer prova de resistência, vencem aqueles que têm boas estratégias.

Pergunte aos alunos sobre o que eles desejam. Em geral, as diferentes faculdades e cursos que usam o SiSU dão pesos diferentes para as áreas do conhecimento do Enem na hora de calcular a média do aluno. Se, por exemplo, o aluno pretende entrar em um curso que atribui peso 2 para Redação e peso 1 para Matemática, compensa focar em uma boa redação ao invés de perder muito tempo em alguma questão de matemática.

Falando em tempo, é sempre bom alertar os alunos sobre o tempo perdido em cada questão. Recomenda-se uma média de três minutos por questão, então vale aquela dica: Tá difícil? Passa pra próxima.

Por fim, é imprescindível deixar um bom tempo para o preenchimento do gabarito e checagem final.

Programação para o dia do Enem

Mais uma dica que pode parecer clichê, mas, ainda assim, todos os anos alguns alunos se atrasam e perdem o Enem. Neste ano, essa dica é ainda mais importante em decorrência do horário de verão que, em dez estados, entrará em vigor na primeira data do Enem.

Vale, então, lembrar aos alunos sobre a importância de:

    • Chegar com antecedência,
    • Levar todos os documentos necessários,
    • Se alimentar bem antes e durante o exame,
    • Seguir todas as orientações dadas pelo fiscal responsável pela aplicação.

Relaxar

A última dica não poderia ser outra!

O Enem é um dos momentos para os quais o aluno vem se preparando ao longo da vida. Assim, na reta final, a melhor dica é que eles relaxem. Resolver provas anteriores ou se afundar nos livros agora provavelmente trará mais stress do que benefícios. Tente deixar o ambiente da escola e das aulas o mais leve e descontraído possível.

Gostou das dicas? Quer ver outras dicas para preparar o aluno durante todo o ano para o Enem? Então veja esse artigo no qual falamos sobre programas de avaliações contínuas.

 

Espiadinha Enem

Compartilhe

Acompanhe a Tuneduc nas redes

Leia mais no blog
  • Enviaremos um email para agendarmos o horário mais conveniente para você