O que o Enem avalia?

Os componentes curriculares avaliados pelo Enem são listados na Matriz de Referência do Enem.

Ao contrário dos vestibulares tradicionais e dos concursos públicos, as avaliações externas de larga escala aplicadas no Brasil (como é o caso do ENEM) optam por organizar os componentes do exame em habilidades (ou descritores) ao invés de em uma lista de conteúdos. É por causa desta opção que o documento se chama “matriz” e não lista; na matriz as tarefas cognitivas e os conteúdos são cruzados de maneira a formular as habilidades.

O que é a Matriz de Referência do Enem?

A Matriz de Referência do ENEM é um documento que sintetiza o que é avaliado no exame, ou seja, é a resposta para a pergunta: “ o que cai na prova?”. Ao contrário dos vestibulares tradicionais e dos concursos públicos, as avaliações externas de larga escala aplicadas no Brasil (como é o caso do ENEM) optam por organizar os componentes do exame em habilidades (ou descritores) ao invés de em uma lista de conteúdos. É por causa desta opção que o documento se chama “matriz” e não lista; na matriz as tarefas cognitivas e os conteúdos são cruzados de maneira a formular as habilidades.

Como elaborar um item como o do Enem?

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) estruturou um guia para elaboração e revisão dos itens no modelo da prova do ENEM. O documento é público e você pode divulgá-lo aos seus professores para que eles elaborem questões para avaliações internas seguindo as diretrizes oficiais do INEP.

O “Guia de Elaboração e Revisão de Itens” se estrutura da seguinte forma:

  • Definições e conceitos;
  • Estrutura do item de múltipla escolha;
  • Etapas para elaboração de item;
  • Especificações para apresentação do item;
  • Etapas de validação de item;
  • Protocolo de revisão de item.

Para compreender cada um desses tópicos, faça o download do “Guia de Elaboração e Revisão de Itens”.

O que é SISU?

O SISU é o Sistema de Seleção Unificada gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC), pelo qual instituições públicas de ensino superior brasileiras oferecem vagas a candidatos que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) do ano vigente e que tenham obtido na redação nota que não seja zero.

Ele possui uma forma de avaliação que permite que diferentes universidades e cursos deem diferentes pesos para as notas das áreas do conhecimento exigidas e dispõe de uma única etapa de inscrição, que é feita exclusivamente via internet, onde o candidato deve escolher até duas opções de vagas ofertadas pelas instituições participantes do processo. Ao final da etapa de inscrição, o sistema seleciona automaticamente os candidatos mais bem classificados em cada curso, de acordo com suas notas nas áreas de conhecimento da prova do ENEM.

Leia também: trabalhando habilidades do Enem

Compartilhe

Acompanhe a Tuneduc nas redes

Leia mais no blog